Benito Mussolini (biografia)

Ditador italiano. Foi professor primário antes de emigrar, para a Suíça, em 1902 onde trabalhou como operário sendo depois expulso devido à sua militância socialista.
De volta a Itália, em 1914 foi afastado do “Avvenire”,jornal socialista, por causa de defender a participação italiana na Iª Guerra Mundial.
Alistou-se no exército italiano e participou na Iª Grande Guerra tendo sido gravemente ferido em 1917.
Funda o jornal anti comunista “Il Popolo d’Italia” e os “Fasci italiani di combattimento” em 1919.
Foi eleito para deputado em 1921, transformando assim o seu movimento em Partido Nacional Fascista(PNF). Um ano mais tarde é chamado pelo rei Vítor Manuel III para formar Governo.
Instaura a ditadura a 3 de Janeiro de 1925, com a proibição da liberdade de imprensa e da existência de partidos e sindicatos.
Assinou, em 1929, o Tratado de Latrão com a Santa Fé ficando assim a cidade do Vaticano sobre poder desta.
Criou o Império Italiano, em 1936, que abrangia a Etiópia e a Somália, neste mesmo ano assina um pacto com Adolf Hitler.
Apoia os nacionalistas na Guerra Civil de Espanha (1936-1939). No ano a seguir ao fim da guerra civil espanhola anuncia a participação italiana na IIª Guerra Mundial, ao lado da Alemanha e do Japão (Eixo).
Foi destituído por Pietro Badoglio em Julho 1943 renunciando ao poder.
Mais tarde funda a República Social Italiana, com sede em Saló. Depois dos ataques dos Aliados foge para a Suíça mas é capturado juntamente com a sua companheira, Clara Petacci.
Foi fuzilado pela Resistência Italiana no dia 28 de Abril de 1945.